Praia do Cassino, o balneário mais antigo do Brasil

Localizada entre a cidade de Rio Grande e Santa Vitória do Palmar, se encontra a Praia do Cassino. Esta que já foi considerada pelo Guiness Book (1994) a maior praia do mundo, também é o mais antigo balneário do Brasil. Além disso, como o nome sugere, está ligada à história dos cassinos no país.

O balneário foi criado pela Companhia de Bondes Suburbanos da Mangueira, com o apoio do governo da Província. E para isso foi necessário fazer várias desapropriações na área. Inaugurado em janeiro de 1890, o balneário contava com uma linha férrea (Villa Serqueira), o que facilitava o acesso e levava até o centro de Rio Grande. 

O local foi criado para ser frequentado pela elite do Rio Grande do Sul. A área foi dividida em 72 lotes e os terrenos e o primeiro chalé construído pela família Raffa. A maior parte das famílias que possuíam chalés ali, era descendentes de europeus, e era comum cada família colocar a bandeira de seu país de origem na frente de sua casa. Era uma maneira de se identificarem. 

Também os hábitos dos visitantes, eram trazidos de seus países de origem. Um dos esportes praticados por eles era o críquete, esporte parecido como beisebol e bastante jogado pela nobreza da Inglaterra.

O nome “praia do Cassino” surgiu mais tarde. Neste local foi construído o hotel que se chamava Hotel do Casino,  construído pela Companhia Carris de Urbanos. Esse hotel se tornou um marco histórico do lugar e desde o final do século XX já haviam quartos para veraneio. 

Com uma busca cada vez maior, o hotel passou a oferecer 136 quartos luxuosos. Ele era muito frequentado pelos moradores e visitantes que buscavam diversão e a praia logo se tornou conhecida como a praia do Cassino. O cassino que funcionava dentro do hotel possuía uma grande variedade de jogos mais comuns, como poker, blackjack, roleta, bingo e dados. 

Depois da proibição dos jogos de azar no Brasil em 30 de abril de 1946, o cassino foi fechado e muitos funcionários perderam seus empregos. O hotel então passou a se chamar Hotel do Atlântico, e ainda mantém suas portas abertas, porém sem o charme do cassino que deu o nome a praia.

Como chegar à Praia do Cassino

A praia do Cassino localiza-se em Rio Grande, município do Rio Grande do Sul, ficando a 324km de Porto Alegre. É possível chegar ao local de ônibus ou carro, numa viagem que dura aproximadamente 4 horas saindo de Porto Alegre. 

Para realizar os passeios locais, é possível alugar um 4×4 para percorrer as dunas e também facilitar o acesso a várias regiões. 

Quando visitar a Praia do Cassino

O local geralmente é calmo, mas há épocas em que fica repleto de novos visitantes, principalmente em feriados, na alta estação (no verão) e também nas festas de final de ano.

Pontos turísticos da Praia do Cassino

Com uma extensão de 230 km, a praia do Cassino possui vários atrativos para os banhistas. Quem prefere apenas sentar pode aproveitar a praia, estendendo no ponto escolhido sua toalha ou canga. Caso não possua, há várias barraquinhas que alugam kit de guarda sol e cadeirinha de praia. 

E para quem gosta de explorar o local, essas são algumas de suas atrações:

Centro de Rio Grande

Para quem vem de outras cidades, sempre é bom conhecer um pouco do centro. E no caso de Rio Grande, seu centro possui bons restaurantes, barzinhos e uma linda catedral, que podem ser conhecidos durante uma tarde. Lá também localizam-se monumentos importantes para a história do lugar e suas casas possuem uma bela arquitetura.

Estátua de Iemanjá

A estátua de Iemanjá fica no final da Avenida Rio Grande, principal via que dá acesso à praia. Muitas pessoas aproveitam para tirar fotos ou colocar flores no local, principalmente em fevereiro, quando acontece a festa em homenagem a ela. 

Molhes da Barra

Os Molhes da Barra servem para quebrar o mar e os visitantes podem aproveitar para fazer uma travessia nos vagonetes. O passeio dura em média 20 minutos e de acordo com a época escolhida pelos visitantes, é possível até mesmo ver golfinhos nadando na praia. Os molhes se estendem por 4 km.

Ruínas do Navio Altair

Ao longo de toda a praia são vistas muitas ruínas, incluindo a do antigo terminal turístico, de um hotel e de várias embarcações. A mais famosa dela é a do navio Altair, que naufragou em 1976. Atualmente, a estrutura está bem corroída e o local onde fica é procurado sobretudo pelos visitantes que buscam uma praia mais sossegada e distante dos tumultos.

Farol do Albardão

Um pouco mais afastado e numa zona isolada fica o farol do Albardão, datado de 1948. No local também foi feita a Estação Ecológica do Taim, e é visitada sobretudo por pescadores. Mantido pela Marinha do Brasil, é possível que o visitante utilize suas instalações e faça visitas programadas previamente de maneira gratuita. 

Museu Oceanográfico

Fundado em 1953, o Museu mantém uma exposição permanente de painéis, equipamentos, conchas e uma enorme coleção de moluscos, e fica no centro de Rio Grande.

Estes são apenas alguns dos atrativos próximos a praia do Cassino, local que permanece sendo muito buscado pelos viajantes locais e também por aqueles que desejam relaxar um pouco mais próximo a suas águas cristalinas.

Cassino Bônus 
BetwayBetWay CasinoR$4.000Jogar
LeoVegasLeoVegasR$8.000Jogar
Betfair CasinoBetfair CasinoR$1.000Jogar